Goiânia é a 2ª capital do Centro-Oeste com mais casos de intoxicação por medicamentos

Todos os dias, Goiânia registra ao menos quatro casos de intoxicação por uso incorreto de medicamentos. É o que revela a média anual das informações sintetizadas no Sinitox (Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas). Os dados mais recentes, que são de 2013, mostram que naquele ano a capital contabilizou 1.629 casos do tipo. No Centro-Oeste, só Brasília (1.914 ocorrências) supera Goiânia em número de intoxicações por medicamentos.

O Ministério da Saúde diz que, considerando os medicamentos do tipo benzodiazepínicos, antigripais, antidepressivos e anti-inflamatórios (que mais causam intoxicações no Brasil), 40% das pessoas que se intoxicam com essas drogas fazem isso por acidente. E grande parte desses casos acontece porque os usuários não sabem interpretar as informações nas embalagens dos produtos.

 “Cada um dos elementos visuais que compõem a embalagem do medicamento presta informações vitais ao usuário. Por isso, é importante que o consumidor dedique alguns minutos para entender o que ele está ingerindo, para qual finalidade, a dosagem indicada conforme seu perfil e possíveis substâncias prejudiciais ao seu organismo. E é preciso, claro, respeitar o que havia sido prescrito pelo médico, se for esse o caso”, indica o presidente do Sincofarma-GO (Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos do Estado de Goiás), João Aguiar Neto, que é farmacêutico.

Fonte: Sincofarma-GO